10 – A UMBANDA E O ESPIRITISMO

Publicado: 27/02/2009 em Estudo 1 - UMBANDA - Conceitos Básicos

 

Algumas pessoas, por falta de esclarecimento e ignorância dos fatos, infelizmente classificam, erroneamente e de maneira pejorativa, a Umbanda como “baixo espiritismo” ou mesmo como parte do próprio espiritismo. Podemos afirmar que o que as duas doutrinas têm em comum é o desejo de ser útil ao mesmo Senhor, embora com formas de trabalhos que na experiência são diferentes, mas no fundo, se integram na ação fraterna.

A Umbanda, em seus fundamentos, não tem nada a ver com o espiritismo, o que não é bem esclarecido nos meios umbandistas e espíritas. Começa aí a confusão, toma-se o nome “Espírita” como se ele designasse todas as expressões de mediunismo, e assim foi se descaracterizando muito a Umbanda. Por outro lado, Espíritos têm baixado ao mundo com a missão de esclarecer, e de certa forma, dar um corpo doutrinário a Umbanda, mas são ignorados por muitos adeptos.

A Caridade é a Lei Universal, e nós que trabalhamos nas searas umbandistas, devemos ter nela um guia infalível para o desenvolvimento de nossas atividades, assim como todos os Centros Espíritas que dizem adotar a codificação de Kardec não são, na realidade, espíritas, também muitas Tendas e Terreiros não representam os verdadeiros conceitos da Umbanda.

Podemos notar que muitos umbandistas permanecem ainda ignorantes das verdades e dos fundamentos de sua religião, baseados nisso temos que trabalhar unidos pelo bem e esperar, que o tempo haverá de corrigir todos os equívocos através da experiência que vivenciamos no dia-a-dia.

Há de se lembrar que o mundo espiritual é habitado pelos espíritos, seres inteligentes da criação, imateriais, que mantêm sua individualidade e assim têm formas de pensar diferentes, formando então, grupos de afins. Mesmo assim, podemos observar espíritos, de diversos grupos, trabalharem em conjunto, unidos nos trabalhos de cura e desobseção, mas o fato de trabalharem juntos não os faz robôs, como já dissemos, eles não pensam de maneiras iguais, guardam sempre a sua opção íntima. Nisso está a verdadeira fraternidade, que nos amemos uns aos outros e respeitemos as convicções pessoais, pois se os métodos de trabalhos se multiplicam ao infinito, o senhor da vinha permanece um só, Jesus, ou como nós o chamamos “Oxalá”.

O espiritismo é a doutrina codificada por Allan Kardec e inaugurada na Terra em 18 de abril de 1857, na França, e que tem o objetivo de estudar as Leis Espirituais que regem os dois mundos, e os princípios superiores da vida. Esse estudo forneceu a chave que explicou cientificamente, tanto a religião nativa quanto os cultos africanos, pois explicou a possessão como incorporação dos Espíritos em pessoas dotadas de tal faculdade mediúnica.

A Umbanda embora seja uma religião de caráter mediúnico, não é espiritismo, nem alto e muito menos baixo, assim como não podemos dizer que a Umbanda e o Candomblé sejam a mesma coisa, mesmo assim alguns umbandistas se denominam “Médiuns Espíritas tal” ou falam “Tenda Espírita tal”. Sabemos que a palavra “Espírita” ou “Espiritismo” foi criada por Kardec para designar a Doutrina Codificada pelos Espíritos, no entanto aqui no Brasil, talvez por falta de orientação, as pessoas tomaram emprestado o termo “Espírita” e passaram associá-lo e designá-lo a toda manifestação mediúnica, essa confusão se estabeleceu por causa da desinformação por parte do povo, que devida à divulgação da Doutrina Espírita, aproveitaram e tentaram unir as duas expressões “Umbanda” e “Espírita”, embora sejam distintas uma da outra.

A Umbanda é uma religião sincrética, pois fundiu quatro culturas religiosas, criando uma quinta bem distinta, pois não podemos dizer que a Umbanda é “Culto de Nação”, ela também não é “Pajelança”, não é “Espiritismo” e tão pouco “Cristianismo”, é simplesmente Umbanda, é uma religião criada e arquitetada para combater o mau uso das forças negativas, a magia negra, e com bases sólidas na Caridade, esclarecer e instruir os homens, e para isso cultua e trabalha utilizando todos os recursos oferecidos pelas energias magnéticas das forças da natureza, personificadas e representadas através dos Orixás, seus médiuns utilizam roupas brancas, como uniformes, colares em alguns casos, banhos energéticos, e todo um instrumental para canalizar essas energias psíquicas em seus trabalhos.

Embora trabalhem com expressões do mundo espiritual, seus métodos de trabalho se diferem, pois se baseiam em ensinamentos diferentes, mesmo que, algumas vezes, os umbandistas recomendem os livros espíritas, que servem somente para um esclarecimento sobre as questões do Mundo Espiritual e suas relações com o Mundo Material, suas doutrinas e bases são distintas, contudo, reina as Leis do Amor, do Respeito e da Caridade, as quais devem ser sempre a base para reger as relações entre a grande família espiritual.

Anúncios
comentários
  1. lucilene disse:

    Obrigada, estou estudando, para passar aos meus irmão de congregação.
    Gostei, o fundamento logico, verdadeiro.

  2. vani carlos hepp geraldo disse:

    Eu queria saber se a rede brasccon, tem alguma coisa ver com espiritismo eu sou evangelico por iso que eu não quero nada que ten que ver com espiritismo

    • jorgegbotelho disse:

      Cara Vani, a Rede Brascon é uma empresa e não tem nada a ver com religião nenhuma… eu sou associado e divulgo a mesma nesse blog, que é um site pessoal meu, onde expresso minhas ideias e divulgo meus estudos sobre a “Umbanda”, uma religião sincrética, brasileira que faz parte da cultura de nosso país, o blog não tem nenhum poste para converter ninguém é somente para instrução e desmistificação de vários mitos que falam sobre ela, não estou aqui para discutir se esta ou aquela religião está certa ou errada, qual é a melhor ou pior… quem sou eu para fazer isso? Minha querida estamos no século 21, moramos em um país onde a constituição nos dá o direito a liberdade religiosa, onde qualquer forma de preconceito é crime, e até onde eu sei Jesus foi o maior lutador contra os preconceitos e morreu por isso, ele não julgou nada e nem ninguém… se guie nele, se instrua, fortaleça sua fé baseada sempre na humildade de Cristo, no seu amor ao próximo.

      Estou a sua disposição para qualquer esclarecimento.

      Que Deus te abençoe.

    • ROSIMERE disse:

      PORQUE?
      JULGA O ESPIRITA INDIGNO E ERRANTE?
      nÃO JULGUEIS PARA NÃO SERES JULGADO.
      AMAIVOS UNS AO OUTRO COMO EU VOS AMEI.
      ESTUDO IRMÃO,É O QUE ACONSELHO A TI.
      PAZ E AMOR DO MESTRE JESUS!

  3. Emanuelle disse:

    Poxa vida quanta ignorância em relação a religião, por isso que ainda existe matanças e guerras o povo não abre a cabeça, no mundo que vivemos hoje em dia ainda existir preconceito seja ele qual for é triste….Se todos levassem em consideração que todas as religiões vão de encontro a DEUS não teria isso…Devem pensar que existe um DEUS para cada religião,sexo ou cor….

  4. sergio disse:

    pode uma casa ser umbanda e kardecista ao mesmo tempo?

    • tem muitas que são… usam o Espiritismo (kadercismo) como doutrina e evangelização. A Umbanda por ser uma Religião sincrética permite essa e outras vertentes. Somos uma mistura de várias doutrinas religiosas (Cristianismo, Nativa dos Índios, Nativa Africana e Espiritismo) depende do dirigente e do mentor espiritual, pois são eles os responsáveis pela mistura desses ingredientes nos seus rituais… e isso q vai determinar a característica de cada terreiro de Umbanda.

      Mas se a sua pergunta é sobre ter as duas religiões (Espirita e umbanda) distintas funcionando em um mesmo espaço físico, em horários diferentes ou não… não vejo problema… nem impedimentos se seus dirigentes e mentores espirituais assim aceitarem… já fui em alguns terreiros q tem seções públicas de palestras espíritas e depois os participantes podem se consultar com as entidades da Umbanda em um outro salão no mesmo centro.

      Espero ter aqui te ajudado!!! Grande abraço

  5. Karla disse:

    Minha Mãe 2 é Espirita,e eu sou Evangelica,mas também visito a igreja catolica.Meus pais sendo minha mãe Evangelica,meu pai catolico.Domingo o tema da escola dominical e Espiritismo,queria uma base curta da diferença entre a umbanda e Espiritismo

  6. João Cassoli Filho disse:

    Amigos não ha uma religião melhor que as outras, pois todas levam a Deus. Uma das duferenças entre as religiões, principalmente entre a Espirita e a Umbanda com as demais é que cremos na reencarnação e em um DEUS único e não em Trilogia ( Deus Pai, Deus Filho e Deus Espirito Santo ) nós espiritas só cremos em Deus e que Jesus é um Anjo enviado por Deus, como tantos outros anjos que são mencionados na própria Bíblia no Antigo testamento, mas ignorados por outras religiões. Vejamos :Mamu,Orfeu, Hermes, Rama, Krishna,Fo-Hi, Lao-Tse, Moisés, Pitágoras, Platão, Socrates, Maomé Confucio, Buda, Antúlio, Zoroastro,
    etc., Vejam a Regra Aurea segundo as dez Grandes Religiões do Mundo: – Cristianismo”Tudo quanto queres que os outros façam para ti faze-o também para eles.”, Sikhismo “Julga aos outros como a ti mesmo julgas. Então participarás do Céu”. Confucionismo “Não faças aos outros aquilo que não queres que eles te façam”, Jainismo ” Na felicidade e na infelicidade, na alegria e na dor, precisamos olhar todas as criaturas assim como olhamos a nós mesmos”, Budismo ” De cinco maneiras um verdadeiro lider deve tratar seus amigos e dependentes: com generosidade, cortesia, benevolência, dando o que deles espera receber e sendo tão fiel quanto à sua própria palavra”, Zoroastrismo ” A natureza só é amiga quando não fazemos aos outros nada que não seja bom para nós mesmos”., Hinduismo ” Não faças aos outros aquilo que , se ati fosse feito, causar-te-ia dor”, Taoismo ” Considera o lucro do teu vizinho como teu próprio e o seu prejuizo como se também fosse teu”, Islamismo ” Ninguém pode ser um crente até que ame o seu irmão como a si mesmo”, Judaismo ” Não faças ao teu semelhante aquilo que para ti mesmo é doloroso”. Por tanto não é só a Fé que nos leva a crer em Deus, mas o Dom Supremo é o AMOR.
    Que a Paz seja contigo.

  7. wilson disse:

    1) Vamos analisar com calma o problema das macumbas, centros de umbanda, candomblé, quimbanda e os centros de magia, primeiramente temos que colocar o seguinte, não estamos criticando pessoas, estamos analisando princípios e certas praticas. Os Espíritos Elevados e Superiores, não precisão de velas, charutos, cachaça, despachos, sacrifícios de animais, quem precisa e pede essas coisas são espíritos desencarnados ainda apegados a matéria e aos vícios terrenos, os bons Espíritos já estão depurados moralmente dessas coisas.
    Os espíritos ainda apegados a matéria, querem manter as sensações da vida terrena, é por isso que eles procuram certas praticas viciosas, como, beber, fumar e outras sensações matérias . Os Espíritos Elevados já se libertaram dessas praticas negativas e nocivas, muitos desses espíritos atrasados são maldosos, vingativos e obsessores, temos que tomar muito cuidado nesses assuntos. Perguntamos, os Espíritos Elevados precisam de velas, cachaça, charutos e pede sacrifícios de pobres animais???

    Vamos analisar a questão dos Animais, pelo estudo do Espiritualismo e do Espiritismo, sabemos que os animais são nossos irmãos menores na escala evolutiva, devemos respeitar e amar os animais, eles também estão evoluindo, existe nos animais um principio inteligente ou principio espiritual que está num processo evolutivo, como o ser humano. O nosso dever é respeitar e tratar bem dos animais, os Espíritos de Luz jamais vão pedir essas coisas ou praticas, quem pede sacrifícios de animais são espíritos maldosos e ignorantes ainda apegados a matéria e aos vícios terrenos.
    O ser humano é um Espírito encarnado no mundo terra ou plano material para processar a sua Evolução Moral e Intelectual, no qual ele tem que se libertar das suas imperfeições morais, vícios, maus desejos e maus hábitos, para poder evoluir e crescer espiritualmente, portanto, qual o beneficio que essas praticas podem trazer para nossa evolução??
    As pessoas que se entregam a essas praticas, só podem atrair pela Sintonia vibratória espíritos ainda apegados a matéria e aos vícios terrenos, os semelhantes atraindo os semelhantes, essa é a Lei das atrações. O Espiritualismo e o Espiritismo não mandam ninguém usar velas, roupas brancas, amuletos, talismã, imagens de santos, despachos, cachaça, charutos e sacrificar animais inocentes, nada disso existe no Espiritismo verdadeiro. Para se atrair os Espíritos Superiores e os bons espíritos, temos que cultivar pensamentos elevados, sentimentos nobres e ter atitudes positivas no bem e nas virtudes, pela lei das atrações psíquicas, o bem atraia o bem e o mal atraia o mal.
    Existem centros de umbanda que não praticam essas coisas, devemos sempre analisar essas questões pelo crivo severo e sereno da Fé Racional, não podemos aceitar nada sem exame rigoroso, devemos sempre analisar e raciocinar.

    Uma outra questão, os assuntos tratados nesses ambientes, são sempre assuntos relacionados a questões matérias sem elevação moral, assuntos como, volta da pessoa amada, sorte no jogo, melhoria nos negócios, prejudicar desafetos etc.
    Os Espíritos Superiores e os bons espíritos só tratam de assuntos moralmente elevados, eles pregam a pratica sincera do Bem e das Virtudes, os Espíritos de Luz procuram moralizar, educar, disciplinar e espiritualizar as pessoas, incentivando elas a praticarem o amor e as virtudes. É pelo pensamento e sentimentos que entramos em sintonia vibratória com o plano astral ou mundo espiritual, e vamos atrair bons ou maus espíritos, conforme o padrão Moral desses pensamentos e sentimentos.
    Não adianta usar objetos matérias, como amuletos, talismã, velas, roupas brancas e imagens de santos ou anjos, o que vale são nossos Pensamentos, sentimentos e atitudes. Uma pessoa falsa, maldosa, com vícios e maus hábitos, podem usar roupas brancas, velas, amuletos, talismã, falar em Jesus e em Deus, que não tem nenhum valor espiritual, o valor está em nossos Pensamentos e sentimentos. Ela tem que procurar combater as suas imperfeições morais, modificar seus pensamentos e sentimentos para melhor. Repetimos, não estamos criticando pessoas, estamos analisando princípios e praticas, os Espíritos de Luz jamais vão pedir essas coisas, que se encontram nesses centros de macumbas, candomblé e umbanda.

    2)O ser humano é um Espírito encarnado no mundo terra ou plano material para Evoluir mediante seu Aprimoramento Moral e Intelectual, temos que ter uma Conduta Moral reta, praticar o bem e as virtudes, temos que combater os maus hábitos, os maus desejos, os maus pensamentos e os vícios, o Espírito precisa Vencer as influências negativas da Matéria para poder evoluir espiritualmente.
    Temos que nos libertar das superstições e das crendices, temos que ter uma fé racional ligada a Ciência e a Moralidade, as superstições e o misticismo levam as pessoas para a completa ignorância das Leis espirituais, um exemplo, a pessoa para afastar os maus espíritos não precisa de velas, roupas brancas, amuletos, palavras sacramentais, sinais cabalísticos, talismã, terços, nada disso funciona, somente nossos pensamentos e sentimentos podem exercer ação Vibratória para atrair ou repelir os espíritos.
    Nós somos o que pensamos e atraímos pelo pensamento o bem ou o mal, pelos pensamentos elevados e firmes no Bem e pela Conduta Moral reta, vamos afastar os espíritos inferiores e obsessores e atrair os Espíritos de Luz. A proteção espiritual quem faz é a própria pessoa, conforme, seus pensamentos e conduta moral. O Bem repele sempre o mal, assim como o Calor repele o frio.

    3)O Deus bíblico que realiza milagres e fatos sobrenaturais não existe, o Deus bíblico é uma criação humana.Deus é Espírito, Ele não têm forma material e nem corporal, Deus é Luz ou Grande Foco de Luz, Ele estabeleceu Leis perfeitas, naturais, eternas e imutáveis, e essas Leis regulam tudo no Universo material e espiritual, tudo é Perfeição e Sabedoria na Obra do Grande Foco o Criador incriado. Não existem milagres e nem o sobrenatural, tudo é explicado de forma Racional e Científica pelas Leis do Criador, temos que ter uma fé racional sem superstições e crendices. O Deus bíblico tem as paixões humanas, como, a ira, a cólera, manda exterminar povos estrangeiros, pede sacrifícios de animais,como pode o Criador do Universo sentir cólera e ira, manda exterminar povos estrangeiros, mulheres e crianças, isso mostra que foi o homem que criou o Deus bíblico dentro da sua forma de pensar e sentir.Qualquer sentimento negativo não pode representar o Criador incriado. Basta analisar o velho testamento, no qual vamos encontrar um Deus que sente ódio e ira, o senhor dos exércitos que gosta de guerras. Temos que ter uma visão mais Racional e espiritualista sobre o Criador, como disse o Mestre Allan Kardec, a fé têm que ser Raciocinada e não cega.

    4) Não podemos ser omissos e nem passivos diante das coisas erradas e falsas, o sacrifício de animais nesses centros de macumbas, é algo errado, vejamos, os Espíritos de Luz não pedem essas coisas que vemos nesses ambientes, somente espíritos inferiores apegados a matéria é que pedem esses absurdos.
    J Herculano Pires no seu livro Mediunidade, fala que o Movimento Espírita deveria se LEVANTAR contra a matança de animais nesses centros, porem, muitos espíritas são omissos e passivos (covardes) diante desses assuntos, ficam calados.
    Quem cala consente.
    Allan Kardec fala em seus livros, que o objetivo principal e básico do Espiritismo é a melhoria MORAL do ser humano, perguntamos, qual a melhoria Moral que uma pessoa vai ter, usando, charutos, cachaça, velas, despachos, sacrificando animais inocentes???
    Os animais merecem nosso respeito, chega de omissão.
    Não estou criticando pessoas, estou analisando princípios e praticas.

    • Sílvia disse:

      A análise sofre bastante influência pré conceitoosa a impressão que passa é que os espírita tem contato com espíritos elevados e a umbanda não .
      Já parou pra pensar que a pessoa que procura um centro espírita pode ainda necessitar de ritos pois isso está muito entranhado nele e que esse espírito apesar de não necessitar de velas pode pedir a ela que acenda como uma forma de facilitar a conexão?
      Sou espírita, casada 3 filhos
      Somente 1 deles estuda comigo a doutrina e frequenta reuniões.
      O outro dependente químico conseguiu a recuperação do vício na umbanda trabalha com preto velho e encaminha muitos que como ele se desviaram da rota.
      Meu marido com problemas graves de saúde também se estabilizou com o trabalho de cura da umbanda.
      Não podemos julgar eu respeito e acredito em toda forma de religiosidade que te encaminhe para o trabalho no bem.
      Sou espírita mas fico muito triste de ver no movimento espírita tanto preconceito.
      Chico Xavier sempre falou de forma tão amorosa e humilde sobre a umbanda esse era um grande espírita.
      Existe sim muitas diferenças entre espiritismo e umbanda mas não é o nível de elevação espiritual dos espíritos meu amigo .
      São duas religiões com fundamentos diferentes e se igualando na prática da caridade .

  8. Sou espirita há muitos anos. Venho estudando a doutrina codificada por Kardec. Gosto de me informar sobre todas as religiões. Nunca tinha lido um texto tão bem escrito como esse. Passei a entender o que é Umbanda. Se já possuía respeito por todas as religiões, agora por compreender o que é Umbanda, muito mais tenho. Que Deus nós abençõe! Que a paz do mestre Jesus esteja conosco!

    • Marcelo disse:

      Muito bom seu comentario wilson,dice tudo,Umbanda pura sem essas coisas que voce falo ai em cima eu apoio,agora certas umbanda por ai que e apegada a coisas materiais cachaça ,velas,matanças e que nao doutrinan seus mediuns para se melhoraren,desculpe mas so tao regredindo e atraindo e encentivando o espirito a seguir inferior, nao apoio esse tipo de umbanda,e hoje em dia ta escaça a umbanda de verdade,as pessoas tao estragando,com rituais materiarista que so visan o dinheiro,matanças,consultas espirituais mundanas e uma regreçao,por isso sigo somente ao espiritismo ,estragaran a umbanda a grande maioria,os caciques precisan acabar com as coisas mundanas dentro da umbanda,eles nao precisan de comida cachaça velas nem animais,isso so atrai espiritos inferiores,a maioria sao bons procuran ajudar mas nao podem fica preso a coisas mundanas.

      • Sílvia disse:

        Toda razão a você.
        Muita mistura a Umbanda e seus fundamentos e linda e não existe de forma nenhuma matança de criaturas de Deus .
        Manipula-se elementos da natureza para os ritos e orienta os médiuns a se instruírem e praticar a caridade

  9. wilson disse:

    Os espiritos mistificadores misturam algumas verdades com fantasias e embustes, fiquem alertas, com esses espiritos que usam uma linguagem melosa, doce e meiga, eles procuram seduzir as pessoas colocando algumas verdades e depois passam a mistificar, tomando nomes falsos e venerados.
    Os espiritos de luz pregam somente as Virtudes, a elevação moral, a caridade, a honestidade, a pureza dos pensamentos, eles são racionais e lógicos em suas mensagens e procuram ajudar as pessoas a se melhorarem moralmente.
    Os espiritos de luz não pedem coisas matérias como velas, despachos, cigarros, charutos e bebidas alcoólicas, somente espiritos inferiores ainda apegados a matéria é que pedem coisas matérias, esses espiritos precisam de esclarecimentos e se espiritualizarem.
    E somente espiritos obsessores é que pedem sacrifícios de pobres animais, os espiritos de luz pregam o AMOR PELOS ANIMAIS.
    Os espiritos mistificadores podem muitas vezes falar em Deus, Jesus, caridade, amor, perdão, preces, com segundas intenções, para SEDUZIR as pessoas e depois mistificalas.
    Falar em Deus, Jesus e caridade qualquer um fala, fiquem alertas, não confie cegamente nos espiritos, muitos deles são maliciosos e sedutores.

    Allan Kardec e suas orientações para combater os espiritos mistificadores.

    Há muitas vezes comunicações de tal maneira absurdas, embora assinadas por nomes os mais respeitáveis, que o mais vulgar bom senso demonstra a sua falsidade. Mas há aquelas em que o erro é disfarçado pela mistura com princípios certos, iludindo e impedindo às vezes que se faça a distinção a primeira vista. Mas elas não resistem a um exame sério.

    A malandragem dos Espíritos mistificadores ultrapassa às vezes tudo que se possa imaginar. A arte com que assestam as suas baterias e tramam os meios de persuadir seria digna de atenção, caso se limitassem a brincadeiras inocentes. Mas as mistificações podem ter conseqüências desagradáveis para os que não se previnam. Somos muito felizes por termos podido abrir os olhos a tempo a muitas pessoas que nos pediram conselhos, livrando-as de situações ridículas e comprometedoras.

    Entre os meios empregados por esses Espíritos devemos colocar em primeiro lugar, como os mais freqüentes, os que excitam a cupidez, como a revelação de pretensos tesouros ocultos, o anúncio de heranças e de outras fontes de riqueza. Devem também considerar-se desde logo suspeitas as predições com épocas marcadas e todas as indicações precisas referentes a interesses materiais. Toda cautela com as providências prescritas ou aconselhadas pelos Espíritos, quando os fins não forem claramente razoáveis.

    JAMAIS SE DEIXAR OFUSCAR PELOS NOMES USADOS PELOS ESPÍRITOS PARA DAREM VALIDADE ÀS SUAS PALAVRAS. DESCONFIAR DAS TEORIAS E SISTEMAS CIENTÍFICOS OUSADOS. ENFIM, DESCONFIAR DE TUDO O QUE SE AFASTE DO OBJETIVO MORAL DAS MANIFESTAÇÕES. PODERÍAMOS ESCREVER UM VOLUME DOS MAIS CURIOSOS COM AS ESTÓRIAS DE TODAS AS MISTIFICAÇÕES QUE TÊM CHEGADO AO NOSSO CONHECIMENTO.

    Certamente se dirá que se um Espírito pode imitar uma assinatura, pode também imitar a linguagem. É verdade. Temos visto os que tomam afrontosamente o nome do Cristo e para melhor enganar imitam o estilo evangélico excedendo-se nas expressões mais conhecidas: em verdade, em verdade vos digo. Mas quando se estuda o texto sem se deixar influenciar, perscrutando o fundo dos pensamentos e o alcance das expressões, vendo-se ao lado das belas máximas de caridade recomendações pueris e ridículas, seria preciso que se estivesse fascinado para se enganar. Sim, certos aspectos formais da linguagem podem ser imitados, mas não o pensamento. A ignorância jamais imitará o verdadeiro saber, como jamais o vício imitará a verdadeira virtude. Sempre aparecerá de algum lado a ponta da orelha. É então que o médium e o evocador devem usar de toda a sua perspicácia e raciocínio para separar a verdade da mentira.

    DEVEM PERSUADIR-SE DE QUE OS ESPÍRITOS PERVERSOS SÃO CAPAZES DE TODAS AS TRAPAÇAS E DE QUE, QUANTO MAIS ELEVADO FOR O NOME USADO, MAIS DESCONFIANÇA DEVE PROVOCAR. QUANTOS MÉDIUNS TÊM RECEBIDO COMUNICAÇÕES APÓCRIFAS ASSINADAS POR JESUS, MARIA OU ALGUM SANTO VENERADO.

    Julgamos os Espíritos, já o dissemos, pela linguagem, como julgamos os homens.
    Suponhamos que um homem receba vinte cartas de pessoas que não conhece. Pelo estilo, pelas idéias, por numerosos indícios julgará quais são as instruídas e quais as ignorantes, educadas ou sem educação, profundas, frívolas, orgulhosas, sérias, levianas, sentimentais etc. Acontece o mesmo com os Espíritos. Devem considerá-los como correspondentes que nunca vimos e perguntar o que pensaríamos da cultura e do caráter de um homem que dissesse ou escrevesse aquelas coisas.

    Podemos tomar como regra invariável e sem exceção que a linguagem dos Espíritos corresponde sempre ao seu grau de elevação.
    Os Espíritos realmente superiores não se limitam apenas a dizer boas coisas, mas as dizem em termos que excluem absolutamente qualquer trivialidade. Por melhores que sejam essas coisas, se forem manchadas por única expressão de baixeza temos um sinal indubitável de inferioridade. E com mais forte razão se o conjunto da comunicação ferir as conveniências por sua grosseria. A linguagem revela sempre a sua origem, seja pelo pensamento ou pela forma. Assim, mesmo que um Espírito quisesse enganar-nos com a sua pretensa superioridade, bastaria conversarmos algum tempo com ele para o julgarmos.

    Submetendo-se todas as comunicações a rigoroso exame, sondando e analisando suas idéias e expressões, como se faz ao julgar uma obra literária e rejeitando sem hesitação tudo o que for contrário à lógica e ao bom senso, tudo o que desmente o caráter do Espírito que se pensa estar manifestando, consegue-se desencorajar os Espíritos mistificadores que acabam por se afastar, desde que se convençam de que não podem nos enganar. REPETIMOS QUE ESTE É O ÚNICO MEIO, MAS É INFALÍVEL PORQUE NÃO EXISTE COMUNICAÇÃO MÁ QUE RESISTA A UMA CRÍTICA RIGOROSA. Os Espíritos bons jamais se ofendem, pois eles mesmos nos aconselham a proceder assim e nada têm a temer do exame. Somente os maus se melindram e procuram dissuadir-nos, porque têm tudo a perder. E por essa mesma atitude provam o que são.

    Eis o conselho dado por São Luís a respeito:

    “Por mais legítima confiança que vos inspirem os Espíritos dirigentes de vossos trabalhos, há uma recomendação que nunca seria demais repetir e que deveis ter sempre em mente ao vos entregardes aos estudos: a de pesar e analisar, SUBMETENDO AO MAIS RIGOROSO CONTROLE DA RAZÃO TODAS AS COMUNICAÇÕES QUE RECEBERDES; A DE NÃO NEGLIGENCIAR, DESDE QUE ALGO VOS PAREÇA SUSPEITO, DUVIDOSO OU OBSCURO, DE PEDIR AS EXPLICAÇÕES NECESSÁRIAS PARA FORMAR A VOSSA OPINIÃO.”

    A linguagem dos Espíritos superiores é sempre digna, elevada, nobre, sem qualquer mistura de trivialidade. Eles dizem tudo com simplicidade e modéstia, nunca se vangloriam, não fazem jamais exibição do seu saber nem de sua posição entre os demais. A linguagem dos Espíritos inferiores ou vulgares é sempre algum reflexo das paixões humanas. TODA EXPRESSÃO QUE REVELE BAIXEZA, AUTO-SUFICIÊNCIA, ARROGÂNCIA, FANFARRONICE, MORDACIDADE É SINAL CARACTERÍSTICO DE INFERIORIDADE. E DE MISTIFICAÇÃO, SE O ESPÍRITO SE APRESENTA COM UM NOME RESPEITÁVEL E VENERADO.

    Não devemos julgar os Espíritos pelo aspecto formal e a correção do seu estilo, mas sondar-lhes o íntimo, analisar suas palavras, pesá-las friamente, maduramente e sem prevenção. TODA FALTA DE LÓGICA, DE RAZÃO E DE PRUDÊNCIA NÃO PODE DEIXAR DÚVIDA QUANTO À SUA ORIGEM, QUALQUER QUE SEJA O NOME DE QUE O ESPÍRITO SE ENFEITE.

    Os Espíritos bons só dizem o que sabem, calando-se ou confessando a sua ignorância sobre o que não sabem. Os maus falam de tudo com segurança, sem se importar com a verdade. TODA HERESIA CIENTÍFICA NOTÓRIA, TODO PRINCÍPIO QUE CHOQUE O BOM SENSO REVELA A FRAUDE, SE O ESPÍRITO SE APRESENTA COMO ESCLARECIDO.
    Allan Kardec da obra O Livro dos Mediuns capitulo 24.

    Nota de Herculano Pires.
    A falta de observação dessas instruções tem permitido a divulgação e aceitação de numerosas teorias pseudocientíficas em nosso país e em todo o mundo, que contribuem para o descrédito do Espiritismo. A vaidade pessoal de médiuns, de estudiosos da doutrina e até mesmo de intelectuais de valor inegável, estes sempre dispostos a criticar e a superar Kardec, tem levado essas pessoas ao ridículo, inutilizando-as para o verdadeiro trabalho de divulgação e orientação. Essas instruções devem ser lidas e meditadas pelos que desejam realmente servir à causa espírita. (N. do T.)

    “Não existe comunicação má que resista a uma crítica rigorosa”. Esta confiança de Kardec na análise racional das comunicações é acertada, mas depende do critério seguro de quem analisa. Por isso mesmo é conveniente fazer a análise em conjunto e recorrer, no caso de dúvida, a outras pessoas de reconhecido bom senso. O Espírito farsante pode influir sobre um indivíduo e sobre o grupo, o que tem ocorrido com freqüência em virtude da vaidade, da pretensão ou do misticismo dominante. Comunicações avulsas e até obras mediúnicas alentadas, evidentemente falsas, têm sido publicadas, aceitas e até mesmo defendidas por grupos e instituições diversas. (N. do T.)

    Herculano Pires

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s